Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

01
No comando: Patrocínio Filho / BOM DIA NAZA

Das 08:00 as 12:00

00
No comando: Pe. Reginaldo Manzotti / PROGRAMA EXPERIÊNCIA DE DEUS

Das 09:00 as 10:00

01
No comando: Patrocínio Filho / NAZA SERTANEJO 1ª AUDIÇÃO

Das 10:01 as 10:30

04
No comando: Flávio Nicetas / ESPAÇO ABERTO

Das 12:00 as 14:00

02
No comando: Pedro Massa / OBA OBA

Das 14:00 as 16:00

02
No comando: Flávio Nicetas / SEXTA DO BREGA

Das 15:20 as 16:00

02
No comando: Pedro Massa / NAZA SERTANEJO 2ª AUDIÇÃO

Das 15:30 as 16:00

06
No comando: Cumpadre Muniz / FORROZÃO DA NAZA

Das 16:00 as 18:00

03
No comando: Josildo Santos / NOTÍCIAS DAS 6

Das 18:00 as 19:00

naza-fm
No comando: A VOZ DO BRASIL

Das 19:00 as 20:00

05
No comando: Adélia Nascimento / NAZA HITS

Das 20:00 as 22:00

05
No comando: Adélia Nascimento / COISAS DO CORAÇÃO

Das 21:00 as 23:59

adelia
No comando: Adélia Nascimento / COISAS DO CORAÇÃO

Das 22:00 as 23:59

04
No comando: Flávio Nicetas / NAZA NOTICIAS

Das 06:00 as 07:45

Economia: Sem alívio para o bolso, preço do gás de cozinha tem nova alta

Compartilhe:
03

O gás de cozinha ficou mais caro. A Petrobras anunciou aumento de 12,9% no GLP vendido em botijões de até 13 kg, mas a alta ao consumidor dependerá do repasse das distribuidoras e revendedoras, segundo informou a estatal. Se a elevação de preço for repassada integralmente, a estimativa é de que o preço do botijão seja reajustado, em média, em 5,1%, ou cerca de R$ 3,09 por botijão. Por meio da assessoria, a Petrobras informou que o aumento foi calculado de acordo com a política de preços divulgada de junho deste ano e que “reflete, principalmente, a variação das cotações do produto no mercado internacional”. Para o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás), ainda existe uma defasagem de preço com o mercado externo e o aumento nas refinarias pode afetar bem mais o bolso do consumidor: entre 7,8% e 15,4% de elevação, dependendo do local do suprimento.

O fato é que o analista de sistemas Vantuil Chagas, 39 anos, já não sabe o que fazer para economizar no gás. Ele paga R$ 70 a cada quatro meses. Isso porque ele e a mulher almoçam fora e conseguem economizar no botijão. “Imagina quem paga R$ 70 todo mês? É muito dinheiro! E eu sei que esse valor vai refletir também no valor da comida dos restaurantes”, criticou. A Petrobras também anunciou um novo reajuste dos combustíveis, valendo a partir de hoje. O valor da gasolina cairá 2,6% nas refinarias e o do diesel,  0,20%. A nova política de revisão de preços foi divulgada pela empresa no dia 30 de junho, com o objetivo de “acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importados”, segundo a empresa.
Ao contrário de antes, quando a empresa passava um mês para reajustar os valores, agora a empresa “avalia todas as condições do mercado para se adaptar”, o que, de acordo com a estatal, pode ocorrer diariamente. Além da concorrência, a companhia também alega outros fatores no processo de decisão de preços, como o câmbio e as cotações internacionais.
Fonte: Diario de Pernambuco.

Deixe seu comentário: