Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

05-2-640x640
No comando: Adélia Nascimento / BOM DIA NAZA

Das 08:00 às 12:00

novo
No comando: Pe. Pedro / PROGRAMA TESTEMUNHO DE FÉ

Das 09:00 às 10:00

flavio
No comando: Flávio Nicetas / ESPAÇO ABERTO

Das 12:00 às 14:00

pedro-300x300
No comando: Pedro Massa / OBA OBA

Das 14:00 às 16:25

02
No comando: Flávio Nicetas / SEXTA DO BREGA

Das 15:20 às 16:00

pedro-300x300
No comando: Pedro Massa / NAZA SERTANEJO 2ª AUDIÇÃO

Das 16:25 às 17:00

04
No comando: Cumpadre Muniz / FORROZÃO DA NAZA

Das 17:00 às 19:00

naza-fm
No comando: A VOZ DO BRASIL

Das 19:00 às 20:00

naza
No comando: NAZA HITS

Das 20:00 às 22:00

naza
No comando: COISAS DO CORAÇÃO

Das 21:00 às 23:59

naza
No comando: COISAS DO CORAÇÃO

Das 22:00 às 23:59

flavio
No comando: Flávio Nicetas / SÓ NOTÍCIAS

Das 06:00 às 07:45

Justiça: Audiência de custódia: juiz acata prisão preventiva e motorista segue para o Cotel

Compartilhe:
01

Segue ainda hoje para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, o estudante de Engenharia João Victor Ribeiro de Oliveira, de 26 anos, autuado em flagrante por duplo homicídio doloso e três lesões gravíssimas, com dolo eventual (quando assume risco de matar), após o acidente registrado na noite deste domingo no bairro da Tamarineira, Zona Norte do Recife. Pena pode chegar a até 30 anos por cada morte.

A decisão foi anunciada pelos juízes Luiz Carlos Vieira e José Carlos Vasconcelos na audiência de custódia realizada no final da manhã desta segunda-feira (27) no Fórum Joana Bezerra. O advogado de defesa renunciou ao caso e ele foi defendido por um defensor público.

O delegado Paulo Rameh, titular da Delegacia de Casa Amarela, ficará responsável pela investigação sobre o acidente de trânsito que deixou duas pessoas mortas e três feridas. A informação foi repassada esta manhã pela Polícia Civil de Pernambuco. O caso começou a ser apurado ainda na noite de ontem pelo delegado Ricardo Silveira, de plantão na Terceira Delegacia de Plantão da capital, no bairro de Santo Amaro, para onde o motorista apontado como suspeito de causador do acidente, foi levado após ser detido em flagrante.

João Victor Ribeiro de Oliveira, de 26 anos, condutor do carro Ford Fusion, foi submetido ao teste de bafômetro, que identificou uma concentração de 1,03 ml de álcool por litro de sangue, três vezes mais que o permitido. Durante o levantamento de documentos, foi identificado ainda que ele possuia mais de 10 multas referentes ao avanço de sinal e dirigir em alta velocidade. Ricardo Silveira acrescentou, no entanto, que não é possível afirmar se as multas registradas pelo veículo são de autoria do universitário, uma vez que o carro pertence ao pai dele. Ainda segundo o delegado, a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) não teria pontos registrados por infrações de trânsito. Silveira acrescentou ainda que o motorista teria dirigido cerca de 400 metros, da altura do cruzamento da Rua Cônego Barata com as avenidas Norte e Rosa e Silva.

Em depoimento ao delegado, o motorista disse ser dependente químico e não lembrar do que aconteceu. Segundo Ricardo Silveira, João Victor disse recordar apenas ter pego o carro do pai sem seu conhecimento. Ele foi autuado em flagrante por duplo homicídio doloso e três lesões gravíssimas e deverá, além de responder pelos crimes, pagar uma multa de, no mínimo, R$ 2.934,70, além de ter a carteira suspensa e o veículo retido.   Durante a colisão, testemunhas afirmaram que o veículo dirigido pelo homem vinha em alta velocidade, quando girou na pista e atingiu o carro da família. João Victor chegou a ser atendido e levado à UPA da Caxangá para receber o socorro.

Deixe seu comentário: